Mar 24, 2017

Depois da festa maravilhosa de casamento e da viagem inesquecível que vocês tiveram na lua de mel, acontece um baque: a vida real. A verdade é que o ano que antecede o grande dia passa tão rápido que vocês provavelmente não tiveram tempo de pensar em como tudo seria depois da festa e lua de mel.

Não existe conto de fadas quanto a isso, mesmo que a festa de vocês tenha sido um, mas precisamos admitir que morar junto com outra pessoa não é tarefa fácil, especialmente se vocês são recém-casados. novos e puritanos. 

Não que exista uma fórmula mágica para fazer o relacionamento sobreviver à rotina, pelo contrário, tanta gente, tantas personalidades, tantos signos, tantas manias e tantos outros tantos, que existem inúmeras maneiras de fazer dar certo a convivência. Mas aqui vão algumas dicas genéricas de alguns casais, que dão certo.

Tarefas de casa
Século 21,  só isso que tenho para dizer. 

É possível tornar essa rotina de limpeza até um pouco divertida entre vocês, ou não. Não é tudo na vida que pode ser divertido, lavar louça para muito é um inferno, mas temos que fazer. Mas se quiserem, tente uma música para animar,  tem até playlist legais prontas para essa tarefa em alguns aplicativos de música. Ou pelo contrário, se abstenham de ruídos, que sirva de um momento de silêncio, um momento raro durante o dia. 

 

Companheirismo
Agora, mais do que nunca, vocês são um time e faz uma baita diferença em relacionamento quando existe companheirismo, e isso vale no lavar o banheiro, acordar antes pra fazer café no inverno, levar cachorro passear na chuva, dias difíceis de humor, jantar do trabalho com o pessoal que vocês não gostam, problemas pessoais e familiares.  Não há problema que adicionado companheirismo se torne menos pesado para o seu parceiro (a), sendo até prazeroso e sempre gratificante. 

Cada um na sua
A importância da individualidade, do ser inteiro para poder cada ver mais conviver integralmente e saudável com outra pessoa. Confuso? Não devia, é lógico, é uma questão de equilíbrio dentro do relacionamento. É fundamental que vocês sejam companheiros, mas também muito importante que tenham um tempo para vocês mesmos, para os amigos e família.

 

Rotina
É bom quebrar ela, mas é bom tê-la, a psicologia indica ela em doses maiores ou menores conforme personalidades, e indica a grande importância dela para os seres vivos. Mas o excesso dela pode ser sim prejudicial, quebrar ela é sempre válido. Fazer coisas impulsivas, fora do roteiro é satisfatório, e dá uma energia a mais.

 

Há limites
Morar junto significa entender que o outro tem limites e que você mesmo tem os seus e é de extrema importância aprender a respeitar isso. Afinal, são duas personalidades diferentes, com criações e opiniões distintas e o respeito é o mais importante nisso tudo.

Conversar e pergunta, o segredo
Conversem sempre sobre os planos para o futuro de cada um de vocês. Ser honesto com você e com o outro sobre suas vontades é necessário e evita interpretações erradas. Conversar sobre o que incomoda. Perguntar se está tudo bem, como foi o dia, se precisa de algo. Conversar, falar, se abrir. É necessário, é salubre, para você e para o outro, sempre conversar.

Matéria escrita por Tatiana Michaud